Notícias

Institucional: CRT-RJ participa de Frente Parlamentar em Defesa da Indústria Naval

  • 13 de agosto de 2019

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) promoveu, em sessão realizada nesta segunda-feira (12/08), a reativação da Frente Parlamentar em Defesa da Indústria Naval, que tem como objetivo concentrar esforços no sentido de colaborar para a retomada da atividade dos estaleiros fluminenses. “Nosso estado é considerado o berço da Indústria Naval brasileira e os estaleiros sempre tiveram um enorme impacto positivo na economia com a geração de milhares de empregos. Uma grande parte desses postos de trabalho é ocupada por técnicos, por isso estaremos sempre presentes em toda iniciativa que tiver como foco a retomada dessa importante atividade econômica”, disse Sirney Braga, presidente do CRT-RJ que participou da cerimônia no Plenário da Alerj.

Entre os anos de 2003 e 2014 a Indústria Naval chegou a ser responsável por 35,9 mil empregos (¹) diretos no estado do Rio, a maior parte deles ocupados por técnicos industriais. A partir daí, com a desaceleração da economia, os estaleiros começam um processo contínuo de demissões. Em 2017, o número de postos de trabalho no setor chega a apenas 12,7 mil, uma redução de quase 65% (²). De acordo com projeção do Sindicato que reúne os principais estaleiros brasileiros, a previsão para os próximos anos é de que mais demissões aconteçam caso medidas concretas não sejam tomadas.

“A Indústria Naval é muito importante para a economia do nosso estado. A ideia é que tenhamos um fórum representativo e permanente em busca de políticas que sejam capazes fazer com que essa atividade seja retomada”, disse o deputado estadual Waldeck Carneiro (PT-RJ), presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Indústria Naval.

O presidente do CRT-RJ Sirney Braga representando os técnicos industriais na ALERJ

Participaram da sessão de reinstalação da Frente o deputado estadual Paulo Bagueira (SD); os deputados federais Paulo Ramos (PDT) e Jandira Feghali (PCdoB); o ex-deputado federal Luiz Sérgio; os presidentes dos Sindicatos dos Metalúrgicos Cristiane Marcolino (Angra dos Reis), Edson Rocha (Niterói e Itaboraí) e Jesus Cardoso (Rio de Janeiro); o diretor de Engenharia Naval da Marinha, Almirante Mário Ferreira Botelho; o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico e Geração de Emprego e Renda, Lucas Tristão e o representante do Sinaval, Sérgio Bacci.

Fonte: Ascom Carmélio Dias

Comentar