Resolução amplia atribuições dos Técnicos de Telecomunicações

A Resolução nº 83/2019 do Conselho Federal dos Técnicos Industriais de 30 de outubro de 2019 que trata das atribuições dos técnicos Industriais com habilitação em Telecomunicações e amplia suas funções é de importância extrema para os profissionais, empresas e sociedade. De acordo com o vice-presidente do CRT-RJ Elizeu Medeiros, a Resolução aumentará o poder de atuação e responsabilidade dos técnicos em telecomunicações na execução e elaboração de projetos, contribuindo para o crescimento do mercado de trabalho destes profissionais. “O desenvolvimento de infraestrutura de telecomunicações vem se expandindo nos últimos anos desde o lançamento do Plano Nacional de Banda Larga (PNBL), que concebeu acesso à internet banda larga a mais de 40 milhões de domicílios, isso promoveu mais geração de emprego para o técnico desta área. A Resolução consolida a importância dos técnicos em Telecomunicações no atual cenário econômico aumentando a sua responsabilidade não apenas de prestar assistência técnica, mas também de serem responsáveis por laudos técnicos”.

Entre os itens da resolução estão: – Elaborar especificações e laudos técnicos, e aceitar sistemas de redes de comunicação multimídia; manutenção de redes de dados, roteadores, servidores, switches, hospedagem de equipamentos, provimento de acesso à internet, construção e manutenção de websites e correio eletrônico entre outros serviços já inerentes aos técnicos como redes ópticas, cabos ópticos aéreos e subterrâneos, infraestruturas para fibras dutos, guias, aterramentos e outros serviços.

Para o conselheiro regional do CRT-RJ, técnico em Telecomunicações José Luiz Rodriguez Martinez trata-se de uma grande vitória. “É a concretização de um ciclo político e o início de uma nova época, com mais segurança à sociedade. A Resolução nº 83/2019 valoriza milhões de técnicos do Brasil, que assim como eu, atuam na área de telecomunicações. É uma resolução que deve ser cumprida e fiscalizada. Com a definição das atribuições, criamos um norte à ser seguido e oferecemos uma segurança para a sociedade, que se beneficia com a atuação dos técnicos, cada um em sua área de atuação e conhecimento. É uma evolução profissional que se renova com as necessidades da modernidade. Estamos pondo fim a descriminalização dos técnicos, mostrando nossa capacidade profissional e independência, por termos um Conselho fiscalizador que atua diretamente nas atividades profissionais e à serviço da sociedade ”

Como atua o Técnico de Telecomunicações

O Técnico em Telecomunicações atua no planejamento, implantação, operação e gerenciamento de projetos referentes a sistemas de telecomunicações, como serviços de telefonia móvel, fixa, TV a cabo, comunicação e transmissão de dados etc. O trabalho desse técnico é desenvolvido por meio de transmissão de sinais via satélite, fibras ópticas, micro-ondas e cabos metálicos

Confira a Resolução nº 83/2019:
http://www.crtrj.gov.br/wp-content/uploads/2019/11/RESOLUCAO-N-083-2019.pdf

Read More

Profissões: O que faz um técnico em Telecomunicações?

O técnico em Telecomunicações atua na instalação, manutenção e operação de sistemas de telecomunicações e telemática.Chamamos de técnico em Telecomunicações o profissional que atua no planejamento, implantação, operação e gerenciamento de projetos referentes a sistemas de telecomunicações, como serviços de telefonia móvel, telefonia fixa, TV a cabo, comunicação e transmissão de dados etc.
O trabalho desse técnico é desenvolvido por meio de transmissão de sinais via satélites, fibras ópticas, micro-ondas e cabos metálicos. Ele pode atuar em projetos de telecomunicações e dar suporte técnico.

Público-alvo

O estudante interessado em fazer o curso técnico em Telecomunicações precisa ter habilidade manual, capacidade de observação, ter noções de planejamento, além de conhecimentos na operação e monitoramento de equipamentos e sistemas de telecomunicações.

O curso

O curso de Telecomunicações é formado basicamente de matérias específicas da área de atuação. O estudante terá aulas de física, álgebra, TV e ondas, cálculo, telefonia, eletricidade, propagação e antenas, lógica de programação, estatística, comunicação de dados, óptica, matérias elétricos, processamento digital de sinais, dentre outras.
Duração média
De 3 a 4 semestres
Mercado de Trabalho
O cenário econômico do país vive um momento próspero. Com isso, o desenvolvimento de infraestrutura de telecomunicações deve se expandir ainda mais, favorecendo e aquecendo o mercado de trabalho na área. Além disso, o governo federal lançou o Plano Nacional de Banda Larga (PNBL), que tem o objetivo de oferecer acesso à internet banda larga a 40 milhões de domicílios até 2014. Nessa perspectiva, há chances de mais geração de emprego para o técnico nos próximos anos
Formas de Atuação
Depois de formado, o técnico em Telecomunicações pode atuar em empresas privadas e públicas que tenham sistemas de rádio transmissão, empresas de TV por assinatura, emissoras de televisão e operadoras de telefonia tanto móvel quanto fixa.
Campos de Atuação
Planejamento de Telecomunicações
(Planejamento e criação de serviços que aumentem o potencial de redes e sistemas pertencentes às telecomunicações.)
Implantação de Telecomunicações
(Implantação e gerenciamento de serviços referentes à transmissão de dados, imagens, voz, etc.)
Operação de Sistemas de Telecomunicações
(Operacionalização de redes e sistemas pertencentes à telecomunicação.)
Manutenção de Sistemas de Telecomunicações
(Conservação e manutenção de toda a operacionalidade das redes e dos sistemas que compõem as telecomunicações de determinada instituição.)
Regulamentação da profissão
Lei nº 5.524, de 5 de novembro de 1968
Decreto nº 90.922
Remuneração média
R$ 1 mil a 2,5 mil para profissionais recém-formados
Exigências para exercício da profissão
Diploma de conclusão de curso de técnico em Telecomunicações;
Habilitação legal – Registro Profissional no Conselho Regional dos Técnicos Industriais-CRT-RJ
Fonte: Mundo Educação

Read More